Arquivo para categoria: Sonhar

Os fetos também sonham

Bebês sonham a partir do oitavo mês e bem mais que os adultos

Os fetos também sonham

Se você é daqueles que acha que enquanto o bebê ainda está na barriga da mãe ele não faz nada além de chutar e dormir, temos uma novidade: bebês fazem muito mais que isso, inclusive, sonham. Estudos mostram que fetos realmente sonham, principalmente a partir do oitavo mês de gravidez, quando o desenvolvimento do bebê já está quase pronto.

Não se sabe ao certo com o que os fetos sonham, já que os nossos sonhos servem para processar e armazenar alguns fatos que aconteceram no dia a dia e que foram captados pelo nosso subconsciente. Como os bebês na barriga não veem nada, se supõe que os sons e sensações do que acontece no dia a dia da mãe e são transmitidos ao feto devem compor esses sonhos.

Acredita-se também que os fetos sonhem cerca de 5% a mais que os adultos: como o aprendizado diário do bebê, mesmo dentro da barriga da mãe, é muito maior que o nosso, ele precisa de mais tempo para assimilar o que ocorreu no dia. Além disso, é sabido que bebês também fazem outras coisas na barriga da mãe, como bocejar, soluçar, chorar e até mesmo sorrir.

A gente leva da vida a vida que a gente leva

A filósofa Marcia Tiburi fala sobre a maneira que vivemos e o que levamos conosco

sfcdpi-reflexao-corte

Em vários momentos dessa existência na qual nos sentimos um pouco viajantes, um pouco estrangeiros, nos confrontamos com a pergunta sobre o sentido da vida. Momentos de crise favorecem a formulação dessa pergunta que é esquecida no dia a dia quando entregamos nosso tempo, pensamento e sentimentos, às ações mecânicas.
Leia Mais

Maior e melhor

A mania de grandeza de Atlanta é uma das características que encantam quem visita a cidade. Fontes, museus, história e tradições são convidativos e fazem o turista sentir-se parte de tudo aquilo. Um brinde à grandiosidade!

sfcdpi-atlanta-corte

Ela já foi totalmente destruída durante a Guerra Civil americana, renasceu das cinzas, se desenvolveu e virou uma bonita, agradável e interessante metrópole. Para fugir um pouco dos destinos convencionais, vale a pena colocar a capital do estado da Geórgia – e, para muitos, a capital da região sul inteira – no itinerário. Afinal, Nova York, Miami e Orlando, destinos bastante visitados por brasileiros, estarão sempre iguais; Atlanta, por outro lado, está em constante (e encantadora) mutação.
Leia Mais

Navegar é preciso, viver não é preciso*

A filósofa Viviane Mosé leva a célebre frase de Fernando Pessoa para o dia a dia

sfcdpi-reflexao-corte

Lisboa, cidade onde viveu Fernando Pessoa, poeta português autor deste famoso verso, é uma belíssima cidade rodeada por águas. Às margens do volumoso rio Tejo, Lisboa nos soa como um eterno convite à navegação.
A primeira vez que estive na Torre de Belém, ponto de onde partiram Cabral e sua frota, entendi imediatamente o espírito desbravador dos portugueses. Aquelas águas doces, que já avistam o mar onde se fundirão, parecem uma terna e doce estrada em direção à imensidão, ao desconhecido. Uma estrada que todos os dias os convida a navegar.
Leia Mais

Descubra como o ciclo menstrual influencia as compras

Estudo de universidade canadense associa consumismo ao ciclo menstrual

ciclo

Irritação, cólicas, tristeza, dores na lombar e aumento da libido. Estes são alguns dos sintomas mais conhecidos do período pré-menstrual da mulher, que entre uma menstruação e outra pode passar por uma montanha-russa de sintomas em casa fase do ciclo, resultando em sintomas físicos e emocionais.
Leia Mais

Obesidade: uma questão de estilo (de vida)

Fuja da doença com pequenas mudanças de hábitos

exerciciossf2

A parte mais difícil de praticar exercícios físicos é começar. Sair do sedentarismo é um dos grandes desafios enfrentados por quem quer mudar a vida e o corpo.
Leia Mais

Viver isolado pode trazer riscos para a sua saúde

  O resultado de uma pesquisa divulgada recentemente nos Estados Unidos revelou que o casamento pode prolongar a felicidade ao longo da vida. Isso não significa que os solteiros que se encontram infelizes vão encontrar a plenitude na união com outra pessoa, mas, sim, que os casados têm mais chances de serem felizes e realizados […]

casal-idoso_editado

 

O resultado de uma pesquisa divulgada recentemente nos Estados Unidos revelou que o casamento pode prolongar a felicidade ao longo da vida. Isso não significa que os solteiros que se encontram infelizes vão encontrar a plenitude na união com outra pessoa, mas, sim, que os casados têm mais chances de serem felizes e realizados ao longo dos anos. Entretanto, para o Dr. Henry Lodge, autor do livro Fique mais jovem a cada ano, isso não é nenhuma novidade. Há anos ele estuda a relação entre companheirismo e saúde física e mental. Segundo o médico, o cérebro humano é programado para viver em comunidade, o que significa que as pessoas não nasceram para ficarem sozinhas.

Quando ressalta a importância das relações, Lodge faz questão de lembrar que não há uma regra; não se trata apenas de casamentos formais, pois os indivíduos são diferentes e cada um formará os seus laços da melhor maneira para a sua vida. O importante é evitar o isolamento. O médico acredita que hoje em dia muitas pessoas vivem bem mais isoladas que o normal, e mesmo que esse fato tenha impactos distintos em cada um, a maioria dos indivíduos sofre em termos de humor, energia e otimismo. Essa escolha de vida é uma forma perigosa de se viver, uma vez que a saúde também sofre com o aumento do risco de se ter um ataque cardíaco ou câncer, por exemplo.

Então, é preciso se perguntar:

  • Está feliz sozinho ou sente falta da companhia de outras pessoas?
  • Sente falta de dividir sua vida com mais alguém?
  • Quer ter o apoio de outras pessoas?
  • Gostaria de saber que o que acontece com você é relevante também para outros indivíduos?

Além da questão emocional, o perigo para a saúde é mais real e comum do que se imagina. As pessoas se comportam melhor em comunidade. Alimentam-se melhor, buscam hábitos mais saudáveis, fazem exercícios em conjunto. Para exemplificar, Lodge ressalta que tanto pacientes que estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) quanto bebês em incubadoras apresentam melhoras mais significativas em seus quadros de saúde quando são tocados e recebem carinho.

 

 

Fonte:

http://gnt.globo.com/saude/noticias/Medico-diz-que-pessoas-isoladas-correm-mais-risco-de-ter-cancer.shtml?id=198561&tit=Viver+isolado+aumenta+o+risco+de+doen%C3%A7as%2C+alerta+m%C3%A9dico&cat=saude&url=http://gnt.globo.com/saude/noticias/Medico-diz-que-pessoas-isoladas-correm-mais-risco-de-ter-cancer.shtml&img=http://static.meus5minutos.s3.amazonaws.com/wp-content/uploads/2012/06/2706-Isolada-321.jpg&head=http://www.meus5minutos.com.br/wp-content/themes/agregador/page-barra.php

 

Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ)

Editora médica

 

Roberto Maggessi (31.250-RJ)

Jornalista responsável